Homepage / Vinho / Vinho Branco / Vinho Branco Hungria / Tokaji Disznoko Aszu 5 Puttonyos 2008

 Preço: 29 € – Nota: 4/5

Você conhece “o vinho dos reis, o rei dos vinhos”? Bem, ele vem da Hungria (cerca de 200 km de Budapeste) e foi nomeado assim por Luís XIV. Mais tarde, em 1737, o Tokaji foi classificado Grand Cru por decreto do imperador Carlos VI (Charles III, rei da Hungria), que fez Tokaj uma região vinícola protegida. Porém a história mostra que a vinícola existe desde 1110, como evidencia as cavas de Tokaj. Já o vinho “aszú” existiria pelo menos desde 1561. Esta cultura passou por séculos e ainda mantém viva a produção de vinho. Desde 2002, a paisagem cultural histórica de Tokaj foi inscrita na Lista do Patrimônio Mundial da UNESCO.

Caderno de bordo

  • País: Hungria

  • Região: Tokaj

  • Categoria: fortificado

  • Cor: branco

  • Denominação de origem: Tokaj

  • Safra: 2008

  • Suavidade: doce (açúcar residual 147 g / l)

  • Produtor: Domaine de Disznoko

  • Uva/corte70% Furmint, 20% Zéta et 10% Harslevelo

  • Graduação Alcoólica: 12%

  • Terroir : trata-se de uma vinícola de prestígio, localizada no nordeste da Hungria, aos pés das montanhas dos Cárpatos. A vinha está rodeada pelas colinas Tokaj,  Sátor  e  Sátor. Terroir composto de camadas de argila bastante firmes repousando sobre um leito vulcânico rico em substâncias minerais. A combinação única de condições topográficas, ambientais e climáticas, com encostas vulcânicas e zonas húmidas, criam um microclima particular que promove o aparecimento da “podridão nobre” (Botrytis cinerea).

  • Elaboração : colheita manual, uvas botrytizadas. Viticultura tradicional. Maceração de grãos de Aszú por várias horas. O suco coletado é colocado em barris de carvalho, onde fermentará lentamente. Envelhecido em barris de carvalho (25% em barricas novas) por 30 meses.

Degustação

  • Límpido
  • Cor intensa dourada  (vestígios de evolução)

  • 1º nariz: mel, frutas amarelas confit (damasco e marmelo)
  • 2º nariz: canela, pão de gengibre, açafrão, cogumelo.
  • Nariz complexo

Intensidade aromática

  • A boca equilibrada e complexa
  • Aromas de compotas de abacaxi, pimenta e cítrico
  • Leve sensação de taninos, laranjas amargas e cogumelos, provavelmente devido a botrytis
  • Final longo
Nível de acidez
Nível de açúcar
Corpo
Grau de madeiramento
Nível de taninos
Nível de complexidade

Serviço

  • Não. Abrir a garrafa 30 minutos antes de servir

  • Temperatura de degustação entre 10-12°C.

  • Perfeito para a mesa de Natal com foie gras, mas também com queijos como Bleu, Roquefort e Gorgonzola ou uma sobremesa à base de damasco e / ou especiarias.

Evolução/guarda

  • As grandes Aszu, como os 5 e 6 puttonyos, podem ser conservados por muito tempo, entre 10 e 25 anos, e ganharão em complexidade durante a evolução.

  • Pronto para beber

  • Plage de dégustation:  2017-2025

  • Num local escuro protegido de luz solar direta e até da iluminação artificial. Se você não tiver uma adega, uma despensa ou um armário fechado, guarde as garrafas numa caixa e tape-as com um pano.
  • Evite colocar o vinho junto a alimentos ou produtos com aromas fortes.
  • A temperatura ideal para guardar o vinho está entre 12ºC e 14ºC. A temperatura deve ser constante e se existirem variações essas devem ser graduais. Por exemplo, a temperatura no local de armazenamento do vinho não deve flutuar mais de 1.6ºC num dia e 2.7ºC num ano.
  • A humidade do local é outro fator importante (nível ideal entre  60% e os 80%).
  • A garrafa deve ficar deitada (horizontalmente) para que rolha fique em contato permanente com o vinho. Evite locais com vibrações como as de eletrodomésticos.

+ Informações

A propriedade Disznókó pertence ao grupo AXA Millésime.

Para mais informações

Contato